u’ve got mail

Mai 17, 2017

PRESIDENTE DA REPÚBLICA ABRE EVENTO JORNADAS ÁRABES DA CCIAP: “MEMÓRIAS ÁRABE-ISLÂMICAS, DIÁLOGO ENTRE CIVILIZAÇÕES”

O Presidente da República presidiu hoje à Sessão de Abertura da 3ª Edição das Jornadas Árabes: “Memórias Árabe-Islâmicas, Diálogo entre Civilizações”. Na sua intervenção no evento destacou o papel a desempenhar por Portugal na criação de oportunidades de diálogo e entendimento entre povos e apontou o carácter seguro e previsível do País enquanto parceiro por excelência do mundo árabe.

 Lisboa, 17 de Maio de 2017 – O Presidente da República presidiu, esta manhã, à Sessão de Abertura da 3ª Edição das Jornadas Árabes: “Memórias Árabe-Islâmicas, Diálogo entre Civilizações”, iniciativa organizada pela Câmara de Comércio e Indústria Árabe-Portuguesa (CCIAP) que decorre durante o dia de hoje no Auditório do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa começou por reconhecer o papel a desempenhar por Portugal na relação com o mundo árabe, apontando que o país, dotado de “uma vocação universalista constante, encontra-se numa posição privilegiada para, no concerto das nações, promover o diálogo entre civilizações, culturas, povos e religiões”.

JornadasÁrabesCCIAP_02Um diálogo “urgente”, face a “um mundo e um tempo em que ganham expressão as narrativas (…) da intolerância, da exclusão, do fanatismo, da ignorância, que não conhecem fronteiras nem limites. Trata-se de um combate a favor da abertura e não da clausura, do conhecimento e não da ignorância, uma luta a favor de pontes e não de muralhas. Numa palavra, uma luta a favor da paz, alicerçada numa visão humanista que é a nossa”.

De Portugal, o Presidente da República deixa a certeza que o país estará “sempre pronto para estreitar relações, promover o conhecimento recíproco entre os nossos povos em proveito mútuo, indo mais longe no adensamento de laços, na certeza de que aquilo que nos uniu no Passado pode e deve ser multiplicado para o Futuro”.

Marcelo Rebelo de Sousa acredita que “ganha Portugal, mas ganha o mundo árabe, porque sabe que tem em Portugal um parceiro conhecido pela paz política, pela estabilidade institucional, pela paz social, pela segurança, pela previsibilidade, pelo início de uma recuperação económica, pela consolidação das finanças públicas e pela preocupação de abertura ecuménica a todos”.

Esta mensagem encontra eco nas palavras de Ângelo Correia, Presidente do Conselho de Administração da CCIAP, que, na abertura do evento, aponta à entidade “uma missão promotora nas áreas económica, financeira e comercial”, mas considerando que “para além do comércio há uma realidade fundamental de nos conhecermos uns aos outros”.

Ângelo Correia destaca a relevância da iniciativa no reconhecimento do legado árabe como uma de várias “influências decisivas” que soubemos utilizar para “não só nos alterarmos e nos modificarmos, mas talvez perceber melhor os outros (…) fazendo de Portugal credor dessa memória que nós respeitamos, que aceitamos e que sabemos que nos enriquece”. A partilha de conhecimento promovida nestas Jornadas é a prova de que “temos orgulho na nossa identidade e hoje celebramo-la”.

O Presidente do Conselho de Administração da CCIAP vê no apoio do Presidente da República ao evento a “expressão favorável” a favor da causa “da paz, da nossa identidade, do reforço da relação e do conhecimento entre os povos”.

No período da manhã realizou-se ainda o primeiro painel inserido no Colóquio a realizar ao longo do dia de hoje, dedicado à temática do “Legado Cultural Árabe-Islâmico na Península Ibérica”. A sessão contou com intervenções de Salah Fadl, Professor de Literatura Comparativa da Faculdade de Letras da Universidade de Ain Shams, (Egipto); Abdool Magid Abdool Karim Vakil, Presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa; Abdulaziz AlMussallam Al Khaaldi, Presidente do Sharjah Institute for Heritage (Emirados Árabes Unidos) e Adel Sidarus, Professor Jubilado de Estudos Árabes-Islâmicos da Universidade de Évora.

A especificidade da experiência do Al-Andaluz, enquanto exemplo de um período de extraordinária criação científica e cultural e de convivência e simbiose de povos de três religiões num mesmo espaço, constituiu a tónica em torno do debate sobre a presença árabe-islâmica no território peninsular.

O Colóquio prossegue no período da tarde, com duas sessões dedicadas à “Importância da Presença Árabe-Islâmica na Península Ibérica” e às “Expressões e Concretizações do Legado Árabe-Islâmico na Península Ibérica”. As actividades do dia de hoje terminam com uma Sessão de Encerramento, que vai contar com a presença do Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, e do Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações (2007-2013) e Ex-Presidente da República, Jorge Sampaio.

Para além do Colóquio hoje a ter lugar em Lisboa, esta 3ª Edição das Jornadas Árabes continua amanhã, com visitas guiadas a Lisboa e Sintra nas quais se pretende ressaltar alguns dos legados e vestígios urbanísticos e outros testemunhos da presença Árabe-Islâmica em Portugal.

 

 

Sobre a CCIAP:

Fundada em 1977, a Câmara de Comércio e Indústria Árabe-Portuguesa é uma Associação sem fins lucrativos / Entidade de Utilidade Pública. Tem como objectivo principal o desenvolvimento das relações económicas, comerciais, industriais e culturais entre Portugal e os 22 Países da Liga dos Estados Árabes, numa base de mútuo interesse, contribuindo consideravelmente para o estreitamento das relações de cooperação entre Portugal e o Mundo Árabe. Mais informações em www.cciap.pt

 

NEWSLETTER

LISBOA
Edifício Castil
Rua Castilho 39 - 10ºE
1250-068 Lisboa

PORTO
Pólo Casa dos Ferradores
Rua Cândido dos Reis 137
4400-073 Vila Nova de Gaia

© 2020 Say U Consulting