u’ve got mail

Set 22, 2022

O novo e o antigo nos “novos” meios de comunicação

Uma das mudanças mais significativas nos meios de comunicação social é a mudança no controlo. Passou do controlo total de algumas corporações ou governos envolvidos na transmissão de conteúdos produzidos centralmente, para um meio de comunicação social aberto e acessível ao público. Um em que qualquer pessoa pode produzir e distribuir conteúdos, e interagir com outros. A informação já não é um privilégio da elite.

As comunidades de nicho, ativistas sociais, jornalistas freelancer, comediantes, entre outros, têm a capacidade de desenvolver os seus próprios meios de comunicação. As ferramentas estão à disposição de todos, não só para criar, mas também para transmitir.

Os “novos” meios de Comunicação Social

Isto levou a uma descrição generalizada destas novas formas e formatos como ‘novos meios de comunicação‘. Um termo que é problemático, uma vez que não é novo e várias das suas características já existem há muito tempo. Por exemplo, o chat em linha, e uma forma precoce de rede social online existe desde 1979. A primeira revista em formato de blogue apareceu em 1994.

O que torna os media “antiquados”?

As tecnologias dos media digitais fazem agora parte da nossa vida quotidiana. Não só na relação uns com os outros, mas também com as instituições sociais. Estão a deixar de ser “novas” e algumas estão a ficar “velhas”, se tivermos em conta a velocidade do progresso digital. Além disso, todos os meios de comunicação social foram outrora “novos”. A classificação de tecnologias e práticas particulares como novas tornar-se-á cada vez mais problemática à medida que ocorrerem novos desenvolvimentos.

No nosso ambiente mediático em mudança, os termos “meios de comunicação social” e “redes sociais” são amplamente utilizados para descrever uma série de novas aplicações de comunicação. As redes sociais são um termo mais apropriado e útil do que a maioria dos outros, ao encapsular a diferença fundamental entre as formas emergentes de meios de comunicação baseados na Internet e os meios de comunicação tradicionais.

Os meios de comunicação social fazem parte da chamada “nova” era dos meios de comunicação. Esta caracteriza-se por uma rede descentralizada de comunicação. Transforma remetentes em recetores, produtores em consumidores, governantes em governados. Perturbam a lógica estabelecida e a compreensão dos “velhos” meios de comunicação social.

Outra característica dos meios de comunicação social é que está fora do controlo do Estado e está cada vez mais a democratizar. É uma forma de comunicação bidirecional, descentralizada e interativa. Em suma, o nome para meios de comunicação social relaciona-se com o facto de o acesso e o conteúdo serem abertos e amplamente controlados pela sociedade. Não pelo governo ou por organizações de elite. As suas formas são utilizadas para interação social (ou seja, conversação, partilha e colaboração). Não é uma transmissão de informação unidirecional

NEWSLETTER

LISBOA
Rua Sampaio e Pina n.º 58, 2.ºD
1070 - 250 Lisboa

© 2022 SayU Consulting