u’ve got mail

Set 22, 2022

Uma oportunidade de reciprocidade

Hoje, estamos a assistir à maior evolução na história das Relações Públicas. Novas formas de meios digitais estão a desenvolver-se, e os profissionais de RP têm a oportunidade de cultivar práticas que tiram partido dos meios sociais, bem como das comunicações digitais em geral.

Com esta mudança, os meios de comunicação social estão “a colocar o público de novo nas Relações Públicas”. O “monólogo deu lugar ao diálogo”, porque os meios de social media “criam novas formas de chegar e de se envolver com as partes interessadas”.

Uma nova Era de Comunicação

Os novos meios de comunicação social oferecem às organizações a oportunidade de se envolverem em conversas interativas com as partes interessadas ou com o público em geral. As empresas são capazes de contar e elaborar as suas histórias ou mensagens-chave. Da mesma forma, os stakeholders podem também juntar-se a estas discussões em novas plataformas participativas que abrem oportunidades de diálogo.

É agora geralmente reconhecido que nos encontramos numa nova era de comunicação. Uma era em que a transparência e o diálogo efetivo com as partes interessadas desempenham papéis-chave. Contudo, apesar da ênfase na importância da abertura e interatividade, há sinais de que os meios de comunicação social não são tudo o que os otimistas desejam.

A ausência de diálogo

Estudos relativos à utilização dos meios de social media para o envolvimento dos cidadãos nas campanhas eleitorais não produziram provas de qualquer diálogo substancial ou de um maior envolvimento. Em vez disso, estes meios provaram ser uma transmissão unidirecional de mensagens políticas e organizacionais.

Apesar das alegações de uma mudança para negócios sociais e organizações sociais supostamente interagindo, envolvendo e colaborando com o público, a realidade é sobretudo um caso de ‘business as usual”. As organizações não parecem estar a utilizar plenamente o potencial interativo do Digital. Não estão a construir e a manter relações com o público.

As organizações compreendem as regras e ideais em torno da social media (autenticidade, interatividade, comunicação recíproca), mas não os põem em prática. A maioria delas utiliza estas plataformas – ou acredita que são as melhores para – a comunicação unidirecional e a divulgação de mensagens.

Um olhar sobre a utilização geral da social media pelas corporações mostra que as ferramentas de comunicação “social” são tipicamente mal utilizadas para levar as mensagens ao público. Por outro lado, uma utilização verdadeiramente profissional de marketing, comunicação e Relações Públicas é recíproca, beneficiando todas as partes interessadas.

NEWSLETTER

LISBOA
Rua Sampaio e Pina n.º 58, 2.ºD
1070 - 250 Lisboa

© 2022 SayU Consulting