Repensar o papel da Estratégia

Planear a longo-prazo parece ser uma ideia que perdeu o sentido, mas assegurar uma boa estratégia é mais importante que nunca. O que é que isso significa quando é chegado o momento de pensar a comunicação a implementar em 2019?

No arranque de um novo ano e com a Say U Consulting prestes a assinalar o seu 10º aniversário, torna-se impossível não fazer balanços e avaliar o que poderá ser o futuro. O ambiente é imprevisível e aparentemente incompatível com respostas que não sejam imediatas. Embora esta realidade não seja propriamente nova, as fraquezas de uma estratégia tradicional – associada a uma visão orientada em demasia e um calendário rígido – foram amplificadas pela importância da assegurar agilidade num mundo em rápida mudança.

A longevidade faz-se de resiliência e insistência, mas também de dinamismo e inovação. Não crescemos se não soubermos como mudar.

Este ambiente de transformação obriga a pensar “fora de caixa”. O ponto de partida deve passar por conseguir pensar de forma distinta sobre o que significa desenvolver uma estratégia ampla e eficaz: menos tempo a planear e mais tempo a envolver profissionais e equipas dentro e fora da empresa, ir para além de modelos e calendários muito restritos e refletir internamente o dinamismo externo.

Mas isto não é suficiente. Para alcançarmos um impacto real através da Comunicação temos de saber como enquadrar facetas diversas, que incluem gerir recursos, identificar novas oportunidades de negócio e criar soluções originais para responder a tendências identificadas no mercado. Alguns destes papéis são mais familiares a determinados profissionais e organizações que a outros, mas esta noção vital de abrangência e capacidade “para fazer” é relevante para todos.

Apenas as organizações que conseguirem olhar para estes novos desafios e repensar a forma como as suas equipas se organizam e as suas estratégias se concretizam podem ambicionar estar preparadas para serem relevantes aos olhos do seu público durante o próximo ano. Mas isto vai obrigar a olhar para dentro da organização e saber como potenciar recursos e oportunidades, numa visão mais eficaz do papel da Comunicação.

Bom Ano e bons negócios, com a dose de Comunicação certa!