Um marketing mais sofisticado

O papel do marketing tem vindo a mudar rapidamente nos últimos anos, à medida que os hábitos de consumo do público se transformam drasticamente.

Mesmos empresas com um historial de referência reconhecem a importância do marketing no momento de conquistar credibilidade e potenciar a interação com os seus clientes. Mas quando os orçamentos e os recursos são escassos, este papel vital é frequentemente ignorado, com a atenção a ser transferida para áreas comerciais e preocupações de venda. No entanto, essa abordagem significa a possibilidade de perder uma tremenda oportunidade de expandir influência e desenvolver negócio.

Surge, assim, a necessidade de examinar se os esforços comunicacionais se encontram alinhados com os comportamentos do cliente, particularmente quando equacionamos uma realidade distinta no âmbito da comunicação e a transformação de hábitos de consumo, a procura de informação e tendências globais em ação num mercado cada vez mais globl e digitalizado.

Neste contexto online, ganha relevância o impacto possível da pegada digital da marca e das suas fontes. Não chega criar uma página no Facebook ou LinkedIn e esperar que o nosso público “tropece” inevitavelmente na mesma; uma estratégia digital tem de fazer uso de um perfil robusto que inclua plataformas complementares, informativas e dinâmicas, bem como conteúdo que possa ser facilmente partilhado e que potencie a interação.

É importante analisar o tipo de informações compartilhadas em todas as etapas da jornada da relação com o público online. O que devem os clientes em potencial saber sobre o seu negócio quando estão a realizar a sua pesquisa? Existem histórias de sucesso específicas que possa partilhar publicamente e que vão produzir um efeito no seu público-alvo? De que modo pode potenciar um contacto posterior e influenciar a decisão de compra?

Embora lançar uma rede ampla para atrair o maior número possível de contactos tenha sido uma estratégia popular em anos recentes desta dimensão online – e seja ainda o foco de algumas empresas, a tendência é para o desenvolvimento de marketing direcionado a clientes específicos. Mas esta segmentação implica um processo mais complexo e a capacidade para criar emails personalizados, publicações orientadas e campanhas que se proponham responder a exigências específicas.

O papel do marketing mudou nos últimos anos e a transformação não pára. Acompanhar esta tendência exige a capacidade para repensar estratégias e implementar soluções originais.

Chegou ao fim o tempo em que a comunicação podia ser uma preocupação menor ou algo improvisado. Das organizações e dos profissionais de comunicação espera-se que sejam mais sofisticados e ambiciosos no momento de chegar ao seu público.