ACREDITA INCUBAÇÃO NASCE EM GAIA COMO PÓLO PARA FOMENTAR O EMPREENDEDORISMO

Evento Acredita Incubação

A Acredita Portugal inaugurou um novo projeto de incubação de indústrias criativas, empreendedorismo tecnológico e economia social em parceria com o município de Vila Nova de Gaia. O lançamento do espaço serve também como momento de arranque de novas iniciativas de apoio a empreendedores e ideias de negócio locais.

Lisboa, 18 de abril de 2019 – A Acredita Portugal inaugurou ontem um novo projeto de incubação destinado a disponibilizar suporte e ferramentas a empreendedores nas áreas das indústrias criativas, do empreendedorismo tecnológico e da economia social. O projeto Acredita Incubação nasce da parceria entre a associação Acredita Portugal e a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

A parceria integra o propósito de potenciar a experiência de 11 anos e a rede de contactos da Acredita Portugal, numa nova etapa para a associação e num contexto em que o concelho de Vila Nova de Gaia é apontado como o maior investidor social municipal do país. O espaço Acredita Incubação contribui para materializar esta estratégia.

A data foi assinalada com um evento de inauguração que contou com a participação do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, e que integrou a realização de workshops gratuitos associados à temática do Empreendedorismo e sessões de mentoring para empreendedores locais. O momento serviu ainda para a realização de um debate em torno da temática do Empreendedorismo Social em que participaram Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Filipe Almeida, Presidente do Portugal Inovação Social, Karim Merali, CEO da Fundação Aga Khan, Pedro Ricardo Gomes, Head of Microfinance and Social Entrepreneurship do Banco Montepio, e Fernando Fraga, Diretor de Inovação da Acredita Portugal.

Da discussão realizada surge a constatação de uma nova realidade no que respeita ao Empreendedorismo Social, motivada por uma transformação de mentalidades entre empreendedores jovens em que este tipo de preocupações adquire um papel mais central, de forma distinta do empreendedorismo “de necessidade” encontrado no período recente pós-crise.

Ao mesmo tempo, surge como fundamental o desafio de reequacionar a caracterização do setor e das empresas e organizações a este relacionadas. Aos projetos de dimensão social, tal como os mesmos são habitualmente identificados, juntam-se empresas de tipo tradicional, mas cuja atividade possui um impacto secundário junto da comunidade na qual se encontram inseridos. A realidade atual é, também, de desenvolvimento de projetos com uma dimensão pública através de entidades de capital privado.

Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, justifica a relevância da parceria encetada uma vez que “o ponto de partida da inovação é a inovação social, na qual Vila Nova de Gaia quer ser um exemplo”, e enquadrou o novo projeto no histórico local de apoio à comunidade.

Através deste novo projeto de incubação, tal como explicou Fernando Fraga, Diretor de Inovação da Acredita Portugal, “torna-se possível disponibilizar um espaço dedicado ao acompanhamento personalizado de novos projetos, assegurando a captação de investimento, o crescimento da equipa e a otimização do seu modelo de negócio. Queremos que este seja um espaço de consolidação destes projetos e o impulso para o seu lançamento no mercado.”

O espaço de incubação agora inaugurado, dividido em duas localizações, tem capacidade para apoiar um total de 75 projetos empreendedores, 30 ligados às indústrias criativas e 45 ligados às novas tecnologias e à economia social. Apesar de decorrer a nível regional, a incubadora terá uma abrangência nacional, sustentada numa rede alargada de contactos e parceiros e numa visão única do apoio ao empreendedorismo, fruto de mais de uma década de experiência da Acredita Portugal na ignição de projetos.

O objetivo passa também por implementar novas iniciativas com impacto na economia local. Neste momento está já a decorrer um programa de apoio a ideias de negócio de pessoas em situação de desemprego, através de um protocolo assinado com o IEFP, e prevê-se a utilização de antigos espaços comerciais no concelho como montra e venda ao público de produtos desenvolvidos no âmbito de novos projetos incubados.

Os empreendedores já se podem candidatar para ser incubados, através do website https://www.acreditaincubacao.pt/candidaturas.

Com o convite da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, a Acredita Portugal toma um passo necessário no sentido de alargar o seu âmbito e suportar a evolução do ecossistema empreendedor em Portugal.